Sentimental

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 23:28 Postado por Arielle Gonzalez
Eu falei sobre você outro dia. Passei perto da sua rua e a saudade me bateu com tanta força que quase caí da moto. A única coisa que me manteve grudada no banco foi o orgulho.

Fiquei pensando no cheiro de panetone que o seu apartamento tem no Natal, do seu quarto tão cheio de livros quanto o meu e no sofá mais confortável que eu sentei em toda a minha vida. Não pude deixar de lembrar das longas conversas que misturavam as histórias dos outros com as nossas. Eram livros, seriados, músicas e a gente. Falando sobre a vida que muitas vezes pareceu ficção de tão absurda que soava.

Depois eu pensei que agora eu não faço mais parte dos seus dias, não sei mais nada sobre as reviravoltas do seu enredo e tenho a ligeira impressão de que você me detesta. Doeu, mas logo em seguida eu me reconfortei achando que no dia seguinte essa nostalgia toda estaria enterrada no passado.

Te ver hoje foi surreal. Era um rosto conhecido habitado por um estranha. Alguém que me olhou como uma desconhecida e não pensou duas vezes antes de virar a cara. Tava ali a prova de que a vida segue, mas pra isso é necessário abandonar aquilo que não tem mais utilidade, na esperança de diminuir o peso da bagagem. Tipo eu.

Eu respirei fundo pra manter o reflexo da sua indiferença no meu rosto. Com sorte, em pouco tempo esqueço de tudo isso e volto a fingir que nunca fizemos parte uma da vida da outra. Contudo, hoje voltou a doer. Não consegui me lembrar quando foi que a gente chegou a conclusão de que a nossa amizade não era grande coisa. Só pensei em bobagens que não justificavam esse abismo entre nós.

Quando a saudade me bateu lá atrás, eu pensei em te procurar. Imaginei uma reaproximação lenta. Que talvez a gente nunca voltasse a ser como antes. Acima de tudo pensei que, se o orgulho deixasse, voltar a ser sua amiga seria bom demais. Quase um prêmio.

Mas a vida segue e hoje, depois de me acabar de chorar, eu voltei a ver com claridade. Já ganhei na loteria enquanto você não estava por perto.

0 Response to "Sentimental"

Postar um comentário